Desastres naturais devido às mudanças climáticas geram prejuízo de R$182 bilhões para o Brasil.

image

Todos de acordo que na tentativa de limitar o aumento da temperatura do planeta a dois graus Celsius a manutenção de florestas tenha um papel relevante? O Brasil concorda, embora empurre o desmatamento ilegal zero para o ano de 2030, mas se comprometeu no Acordo de Paris a  restaurar e reflorestar 12 milhões de hectares de florestas até lá. É incompreensível aceitar tal ilegalidade, mas o brasileiro continua acreditando no mito da floresta infinita e vai ampliando cada vez mais a fronteira do plantio de soja e as pastagens para os bois. Nunca é demais lembrar que no nosso solo tupiniquim a população de bois (cerca de 210 milhões) é superior à população humana (cerca de 204 milhões).

image

Embora não faltem estudos que comprovem a importância da floresta para a regulação do regime de chuvas, manutenção do solo e oferta de água, nossos políticos estão muito empenhados em desmontar a legislação ambiental e avançar sobre as Terras Indígenas e diminuir a área das Unidades de Conservação. Detalhe: tudo isso para incentivar a agropecuária, que numa visão míope e de curto prazo desconsidera que as mudanças climáticas afetam diretamente a sua atividade.

Estudo do Banco Mundial e Centro de Estudos e Pesquisas sobre Desastres (Ceped) revelam que o Brasil perdeu R$ 182,8 bilhões, entre ‘1995 e 2014, com desastres naturais como secas, inundações, vendavais e outros desastres, ou seja, R$ 800 milhões mensais. Desse total, R$ 137,3 bilhões se referem a impactos nos serviços públicos e privados, na agricultura, na pecuária e na indústria. Os R$ 45,4 bilhões restantes correspondem a danos na infraestrutura, nas habitações e nas instalações de saúde, ensino e comunitárias, entre outras.

image

São muitos os fatores que que colaboram para a mudança do clima, mas segundo estudo do Observatório do Clima as emissões brutas de gases do efeito estufa no Brasil cresceram 3,5% em 2015 em relação a 2014, O desmatamento foi, segundo o estudo, o principal responsável pelo aumento. Enquanto não fizermos o link entre fenômenos naturais extremos e mudanças climáticas,  consumo e degradação ambiental, eleições e um projeto de país rumo à sustentabilidade, estaremos sempre perdendo dinheiro e qualidade de vida.

Anúncios

Uma resposta para “Desastres naturais devido às mudanças climáticas geram prejuízo de R$182 bilhões para o Brasil.

  1. Medidas simples como preservação das nascentes e mata ciliar pode ajudar a amenizar a diminuição da vazão dos rios e até ajudar no reflorestamento de forma sustentável. Porém, antes a população precisa se unir para que medidas simples melhorem a vida de todos.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s